Como Fazer

14 nódoas mais comuns e como as retirar

Saiba quais são as 14 nódoas mais comuns e os truques para as retirar!

Por muito caro que seja o detergente que usamos por vezes não é suficiente para retirar as nódoas mais difíceis. Outras vezes existem nódoas que exigem a sua imediata atenção antes que o tecido fique arruinado!

Cada substância têm a sua particularidade e deve ser tratada de forma diferente. Nódoas coloridas de café, frutas e vegetais têm pigmentos que necessitam de ser descolorados e que não devem estar em contacto com temperaturas elevadas; nódoas orgânicas provenientes de substâncias biológicas como ovos, sangue… têm de ser desconstruídas e transformadas em compostos mais simples. As gorduras são nódoas muito difíceis de tirar pois não se dissolvem com água é necessário administrar outras substâncias capazes de as diluir.

Muitas nódoas de compostos mais complexos e sintéticos possuem características mistas o que as torna ainda mais complicadas de resolver!

Felizmente que a arte secular de tirar nódoas já encontrou algumas soluções caseiras.

 lama

1. Lama

Mistura de terra e água que adere às fibras dos tecidos

Para retirar:

Deixe que a lama seque e escove bem depois de seca para que as partículas desprendam.

Retire o máximo que conseguir por este processo e de seguida lave a peça normalmente.

Para nódoas mais difíceis esfregue a mancha com álcool metílico e deixe de molho em detergente líquido ou detergente da louça e de seguida lave normalmente.


 

tintaf

2.Tinta

Mistura de corantes e moléculas orgânicas dissolvidas em diluente ou água que ao secarem se tornam plásticas.

Para retirar:

Utilize um diluente semelhante ao da tinta.

Se não possuir um diluente apropriado esfregue a mancha com essência de terebintina e passe a roupa por água morna com sabão.

Tinta for acrílica: cubra de imediato com papel absorvente e de seguida deite detergente líquido por cima.

Tinta a óleo: esfregue a nódoa com aguarrás, molhe com detergente e lave.

Aguarela: esfregue a nódoa com uma mistura de água e água oxigenada.


 

cola

3.Cola

A cola quando seca converte-se numa massa viscosa e sólida.

Para retirar:

Para retirar nódoas de cola usam-se solventes específicos para o tipo de cola .

Os métodos caseiros são diferentes consoante o tipo de cola

Cola transparente: esfregue a sujidade com acetona ou diluente para sintéticos.

Cola branca: ou de celulose: lavar a peça com água fria e esfregar a mancha com amoníaco diluído em água. Após o que se deve enxaguar bem.

Cola vinilica: esfregar a nódoa com vinagre diluído em água.


 

vinho

4.Vinho

As uvas contém um composto chamado antocianinas que é o responsável pela sua cor e difícil de retirar.

Para retirar:

Tente retirar o mais rapidamente possível mas evite aplicar qualquer tipo de calor.

Logo após fazer a nódoa coloque por cima um pano com sal para absorver o líquido.

De seguida coloque a peça em água fria por cerca de 30 minutos antes de a lavar convencionalmente.

Vinho tinto: tente remover a mancha com soda ou vinho branco antes da lavagem.


 

morango

5.Fruta

As antocianinas presentes nas frutas tendem a fixar-se nas fibras dos tecidos. Quando lhes é aplicado calor a nódoa torna-se mais profunda pois dá-se uma mudança química na sua composição que dificulta grandemente a remoção da nódoa.

Para retirar:

Tecidos brancos: coloque o tecido submerso em água com amoníaco. Passe muito bem por água para retirar completamente o amoníaco (é importante que ele não entre em contacto com a lixívia ) e repita o processo mas com lixívia.

Tecidos de cor:  misture em água oxígenada umas gotas de amoníaco.

Tecidos delicados: Coloque a peça de molho em água com um pouco de álcool metílico.


 

batom

6.Baton

O baton tem na sua composição milhares de microbolas gordurosas que se fixam entre as fibras dos tecidos.

Para retirar:

Passe por cima da mancha um algodão com álcool metílico e tente retirar o mais que puder. De seguida coloque detergente líquido directamente sobre a mancha. lave a peça com detergente líquido e umas gotas de amoníaco. Enxagúe muito bem no final.

Antes de passar a ferro certifique-se que a nódoa saiu por completo. O calor do ferro sobre este tipo de nódoas torna-as muito mais difíceis de retirar.

Para tecidos de lavagem a seco: tente retirar a nódoa com um pano seco e um pouco de tira-nódoas antes da lavagem.


 

tomate

7.Tomate

O tomate natural contém uma substância chamada licopeno que lhe confere a sua cor vermelha. Esta quando em contacto com as fibras dos tecidos impregna-se e fixa.se entre elas.

Os molhos comerciais de tomate como ketchup ou polpa de tomate para além do licopeno contém ainda uma série de corantes artificiais para intensificar a cor que podem ser mais difíceis de retirar.

Para retirar:

As manchas de tomate devem ser limpas o quanto antes. Esfregue  de imediato a nódoa com detergente líquido e deixe repousar uns minutos antes de lavar.

Se a lavagem não for suficiente, passe por cima da nódoa um algodão com álcool metílico antes de tornar a lavar.


 

ervas

8.Relva

A celulose presente nas ervas e plantas é fixa-se aos tecidos criando nódoas  de clorofila que lhe dá a cor verde.

Para retirar:

A maioria dos detergentes são eficazes neste tipo de nódoas mas por vezes algumas tendem a resistir à lavagem.

Esfregue a nódoa com um algodão e álcool metílico e espere que seque.

Tecidos de algodão branco: mergulhe o tecido várias horas em água fria. De seguida lave com água quente e enxagúe com água com um pouco de lixívia diluída.

Volte a enxaguar a peça com água onde dissolveu um pouco de vinagre.

Tecidos de cor: coloque de molho em água fria e depois lave com água morna e detergente. Enxagúe com água fria misturada com um pouco de água oxigenada. Enxagúe de novo com água fria e vinagre.


 

oleo

9.Óleo de motor

É uma mistura muito gordurosa facilmente absorvida pelos tecidos. As nódoa deste tipo são muito difíceis de se tirar com água.

Para retirar:

Deve proceder de imediato logo após a nódoa cobrindo-a com pó de talco.

Em algodão branco: Esfregue a mancha com gasolina purificada (como a utilizada nos isqueiros) e de seguida lave a peça com água quente com sabão dissolvido.

Em lãs: com um pano esfregue por cima da nódoa um pouco de essência de terebintina e lave com detergente líquido.

Para tecido sintéticos: Aplique um pouco e éter sobre a nódoa antes da lavagem.


 

choco

10.Chocolate

O pigmento castanho do chocolate causa manchas gordurosas devido à manteiga de cacau.

Para retirar:

A maioria dos detergentes são eficazes com este tipo de nódoas mas existem alguns truques caseiros que também funcionam.

Lave a peça em água fria e depois em água quente. Para retirar rests de gordura deite um pouco de glicerina sobre a mancha e deixe a repousar uns minutos antes de lavar normalmente com detergente.


 

cafe

11.Café

A cor escura do café vem do processo de torrefacção das sementes do qual derivam gorduras que se infiltram nos tecidos.

Para retirar:

Não deixe a nódoa secar pois assim será mais difícil removê-la.

Tecidos brancos: Humedeça a nódoa com água oxigenada, enxagúe e deixe secar ao Sol.

Tecidos de cor: Coloque a peça em água com um pouco de amoníaco e deixe repousar. Para nódoas pontuais, esfregue a mancha com um cubo de gelo e de seguida passe a nódoa por água com amoníaco.

Lãs: Esfregue na mancha uma gema de ovo diluída em água, depois lave a peça com detergente para roupa delicada.


 

verniz

12.Verniz de Unhas

O verniz tal como adere às unhas adere também às fibras dos tecidos onde solidifica tornando-se mais difícil de remover.

Para retirar:

Acetona ou diluente específico é o mais aconselhado para usar nestes casos. Porém eles podem danificar alguns tecidos.

Algodão branco: Utilize um algodão com acetona para esfregar a mancha e retirar o máximo de verniz que conseguir. O que não conseguir remover com este processo pode tentar retirar com um algodão embebido em álcool metílico.

Utilize este método para tecidos coloridos aplicando sempre um teste para se assegurar que a cor não é afectada.

Tecidos Delicados: Suavemente passe sobre a nódoa um algodão embebido em éter.


 

tinta

13.Tinta de Caneta

A tinta adere às fibras dos tecidos através de processo químicos difíceis de quebrar.

Para retirar:

Esferográfica: coloque a nódoa em cima de um algodão e com outro embebido em leite morno esfregue bem.

Tinta de Aparo: Em tecidos brancos deixe a peça de molho em água morna com lixívia durante alguns minutos. De seguida passe bem por água corrente. Para tecidos coloridos deixe a nódoa submersa em leite morno durante várias horas. De seguida passe por água com um pouco de sumo de limão.


 

sangue

14.Sangue

A cor vermelha do sangue deve-se à hemoglobina e é capaz de penetrar nas fibras dos tecidos onde se fixa e seca formando uma massa sólida.

Para retirar:

Passe de imediato a nódoa por água fria com um pouco de detergente.

Tecidos Brancos: Coloque a peça em água fria e esfregue a mancha com um pouco de água oxigenada diluída em água. De seguida deixe a nódoa de molho em água fria com um pouco de lixívia antes de lavar normalmente.

Tecidos de cor: Espalhe sobre a nódoa uma pasta de fécula e água e deixe repousar até secar. De seguida esfregue e lave normalmente.

Lãs: Dissolva uma aspirina em água e esfregue a nódoa.

Veja também:

Como cozinhar e lavar loiça ao mesmo tempo?

Como fazer uma boa lavagem de roupa na máquina?

Como poupar na conta da electricidade?